sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Bonitinho, maquiadinho, educadinho...mas muito fraquinho!

Bom dia!

Volto a falar de futebol. Depois da saída do "Mago", Maicossuel, dei um tempo sobre o Botafogo, que para mim significa futebol. Desculpem! Sou botafoguense, mas amo futebol. Portanto, amo o Botafogo...dá tudo no mesmo, não é?...rs


Chegou o Estevam Soares, para o lugar (sempre vago) que era ocupado pelo Ney Franco. E o Estevam, como ex-jogador que foi, já detectou o problema que o Ney nunca enxergou (?): o time do Botafogo corre pouco. Fisicamente está desequilibrado.


Eu já havia comentado, em postagem bem anterior, sobre a qualidade da comissão técnica do Ney. Principalmente na parte médica e fisiológica. Jogadores se machucando a todo momento; demora na recuperação.


Os primeiros meses do Botafogo foram bons. Mas, havia um único responsável: Maicossuel, "O Mago"...assim mesmo: O e M maiúsculos (o Juan, que o diga por que). Vendido para um inexpressivo clube da Alemanha, já é cobiçado por Barcelona e Milan, entre outros. Mas, muitos achavam que era o trabalho do Ney que levava o alvinegro a se destacar.


Tudo esclarecido, agora deve começar o campeonato para o Botafogo. É um time normalzinho. Não deve nada a 90% dos outros competidores. Mas, correndo. E muito! Marcando em cima, sufocando os adversários na saída de bola, pois a zaga é lenta. E com cada jogador em sua real posição.


Estevam está aí para ser analisado. Recebeu a melhor oportunidade de sua carreira. Pode despontar no cenário nacional como grande treinador. Ou, não! Basta que não queira ser gênio. Depois que conquistar títulos, pode até virar um Luxemburgo. Mas aí...bom, aí já é outra história.


Sorte ao Fogão, ao Estevam e ao Ney, que era meio engomadinho, músico, poeta, cantor, penteadinho...mas, fraquinho como "treineiro".


Ótimo fim de semana a todos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante. Avalie, critique, fique a vontade.