sábado, 7 de novembro de 2009

Rugas


Nelson Cavaquinho


Composição: Nelson Cavaquinho / Augusto Garcez / Cyro Monteiro
 

Se eu for pensar muito na vida
Morro cedo, amor.
Meu peito é forte,
Nele tenho acumulado tanta dor.

As rugas fizeram residência no meu rosto
Não choro pra ninguém
Me ver sofrer de desgosto.

Eu que sempre soube
Esconder a minha mágoa.
Nunca ninguém me viu
Com os olhos rasos d'água.

Finjo-me alegre
Pro meu pranto ninguém ver.
Feliz aquele que sabe sofrer.

5 comentários:

  1. oi amigo
    poeta...
    Feliz... aquele que sabe sofrer!
    beijokas
    saudades meu amigo MARAVILINDO!!!

    ResponderExcluir
  2. É muito triste a letra da música. Na minha humilde opinião esse comportamento não é de uma pessoa q sabe sofrer. É sim, de uma pessoa orgulhosa q não quer demonstrar suas fraquezas. Pq esconder as mágoas??Pq fingir-se alegre?? Se todos nós sofremos, esse sentimento não é novidade para ninguém. Saber sofrer é justamente não guardarmos mágoas ou dores.Nenhum coração é tão forte assim. Acaba um dia infartando ou morrendo de desgosto.
    Um Grande Abraço

    ResponderExcluir
  3. Leitor Anônimo, muito obrigado pela sua visita. Espero que sua presença seja constante neste espaço e que tenhamos sempre sua valiosa contribuição nos comentários.
    A poesia de Nelson Cavaquinho é mesmo um tanto sofrida e melancólica. Mas nesse caso, em minha modesta opinião, ele apenas mostra que o orgulho o torna mais infeliz por não saber sofrer, quando "reverencia" aos que sabem sofrer: "Feliz daquele que sabe sofrer". O que não é o caso do protagonista, que procura esconder tal sentimento sob o manto de uma alegria fingida, para que seu desgosto não fique exposto. Mas tudo é apenas questão de ponto de vista.

    Um carinhoso abraço, leitor anônimo.

    ResponderExcluir
  4. Analisando melhor a poesia, respeitando com mais calma pontos e vírgulas...concordo com vc.
    Obrigada(o) pela elucidação.
    Um Abraço

    ResponderExcluir
  5. Acho que o lamento é um sinal muito negativo.... só te bota para baixo, então para que viver de lamento, inclusive você só afasta as pessoas que estão ao seu redor. ""Isso mesmo!!!" Vamos viver de alegria, mesmo que ELA seja uma alegria fingida. Acho também que as pessoas são diferentes, e que cada um tem o direito da privacidade interior. O importante é observarmos essas diferenças!! Um beijo GRANDE e ++ um bom final de semana!!

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante. Avalie, critique, fique a vontade.