segunda-feira, 28 de junho de 2010

Todo tudo.

Dias, noites:

passagem de tempo rotineira.

Calma, impaciência:

inconstância humana.

Sonhos, vazio:

tudo que se passa por uma vida inteira.

Amor, encontro:

a busca constante por quem se ama.

2 comentários:

  1. Como é gostoso vir aqui e ver sua presença em versos... muito bom!

    Mas tipo assim: vazios, pedaços, espaços, mosaico... vida de pequenas fendas aonde espiamos o passado e matutamos o que há de vir... e se não vier, olhamos pro lado, e percebemos que não se trata de futuro ou passado, mas de nossos pensamentos presos num interminável Presente-gerundio..."estou pensando"... e assim, lacunas e buscas vão nascendo no Presente do Pretérito Perfeito e nos fazendo amar, amar , amar. Amar até se cansar!...
    Muitos beijos !!
    Marcia

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante. Avalie, critique, fique a vontade.