quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

E a diferença continua grande...mas o Botafogo vence e vai a final.

A mudança no botafogo era lógica. Mas a entrada de um zagueiro mostra que o Joel não quer mesmo jogo. O Flamengo segue melhor, trabalhando mais as jogadas e já mandou uma bola no travessão, com o Wagner Love livre na pequena área. Ou seja: de que adianta mais um zagueiro, se um baixote como o Wagner vai lá e confere pelo alto?
O Flamengo, apesar da maior posse da bola, não voltou com o mesmo ímpeto do início do primeiro tempo. Mas o Botafogo erra tantos passes que o Flamengo não tem maiores preocupações defensivas.
Uma situação de jogo ridícula, protagonizada pela pouca intenção do Botafogo em tentar vencer o jogo. O jogador Marcelo Cordeiro recebe livre no seu campo de defesa e parte até próximo à grande área do Flamengo, ficando sozinho entre 3 jogadores do Flamengo, até perder a bola infantilmente. Por boa vontade do árbitro não recebeu um cartão amarelo, ou até vermelho, por agarrar o Toró.
O jogo está morno. Sem criatividade. E a torcida do Fla já pede o Pet.
Aos 25 minutos, Joel Santana prepara a entrada de Caio. O jovem jogador pode dar alguma criatividade e velocidade para o Botafogo. Pelo lado do Fla, vem o Pet.
No Botafogo, sai aquele que não chegou a entrar(?), Lúcio Flávio. No Flamengo, sai Vinicius Pacheco para a entrada do Gringo.
As marcações do árbitro continuam confusas e um tanto tendenciosas. Caio sofre uma falta clamorosa, pelas costa, a bola sai pela linha de fundo, tocada pelo jogador do Flamengo, e o juiz marca tiro de meta.
Uma grande jogada do Petckovic deixa Adriano livre para marcar, na pequena área. A bola vai pela linha de fundo. O jogo agora está lento e sem criatividade. Um golzinho traria mais emoção.
Vejam: a mesma jogada ocorrida sobre o Caio acontece agora a favor do Flamengo e a falta é marcada. Se sair um gol...a bola vai pela linha de fundo. Córner para o Flamengo.
Fisicamente o time do Flamengo parece mais inteiro que o Botafogo. Mais força e velocidade. Uma diferença gritante. Com isso, parece que o Flamengo está administrando o jogo e pode ganhar a qualquer momento.
Herrera sente caimbras e pode sair para a entrada de Renato Cajá.
E o futebol continua feio e sem inspiração, apesar das mudanças efetuadas pelos treinadores. O Marcelo Cordeiro recebe cartão amarelo. Em jogada pior, Juan não é sequer advertido verbalmente.
Quarenta minutos de jogo. Casualmente, outro gol do Botafogo, em mais uma confusa atuação da defesa rubro negra. Assim as coisas podem se complicar um pouco para o Flamengo...e o Joel pode estar vivendo um daqueles dias em que tudo dá certo.
O Botafogo deve tentar se defender até o final. Jefferson começa a fechar o gol. O Flamengo vem com tudo para cima do Fogão.
O jogo fica mais movimentado e a entrada do Caio melhora a saída de jogo do alvinegro. A torcida do Fogão cala a do Flamengo.
Quanto tempo haverá de acréscimo? O árbitro indica 3 minutos. E o Flamengo continua nervoso e faltoso a esta altura do campeonato.
A entrade de Fierro não foi bem sucedida, pois ele erra muitos passes.
Últimas tentativas do Flamengo e nem o Pet consegue controlar os nervos, errando passes fáceis.
E o garoto Caio continua infernizando a defesa do Flamengo e sofrendo faltas seguidas.
Acaba o jogo! O Botafogo é finalista da taça Guanabara.

A discrepância técnica e, fundamentalmente, de inteligência.

O jogo entre Flamengo e Botafogo começou muito veloz. O Botafogo obteve duas situações de gol em jogadas de abafa, sem a menor elaboração. Casuais.
O comportamento defensivo do Botafogo e a maior, mas muito maior, qualidade técnica do time do Flamengo, logo se sobrepuseram ao fraco time do Botafogo.
E foi numa falha bisonha na saída de bola do Botafogo que o Flamengo fez o seu gol.
O Flamengo continuou tocando a bola com categoria e simplicidade, com ampla movimentação de seus jogadores e o Botafogo estático e apático. É impressionante como o Botafogo parece amarelar quando joga contra o rubro negro da Gávea. Um time sem vontade e sem criatividade. Mas, com uma única jogadinha, medonha, o Botafogo conseguiu seu gol. Bola cruzada na área, Loco Abreu escora, a defesa do Flamengo se confunde, como de hábito, e o Marcelo Cordeiro acerta um belo chute, após defesa espetacular de Bruno num chute do Herrera a queima roupa.
Empate em 1x1, mas sem nada modificar o panorama do jogo. Até então, 33 minutos de jogo, nada de se ouvir o nome de Lúcio Flávio. O omisso.
Nesse ponto começam as lambanças tradicionais nesse jogo. E, como sempre, causadora de muita polêmica. O Fahel, que já havia levado cartão amarelo, deu um tranco normal de jogo e recebeu o segundo cartão, sendo expulso. Os botafoguenses partiram para cima do árbitro, que está um tanto rigoroso com o time da estrela solitária e, inacreditavelmente, conseguiram reverter a expulsão. O árbitro, auxiliado(?) pelo bandeira, passou o cartão para o Fábio Ferreira, que deve ser um sósia do Fahel, assim como Pelé era do Romário...que coisa, amigo!
O Flamengo é muito melhor que o Botafogo, e ainda por cima joga com mais inteligência. O time rubro negro toca muito bem a bola, não só pela maior capacidade técnica, como também pelos espaços incríveis que o Botafogo oferece, pois a movimentação de seus jogadores é sempre equivocada em função do nervosismo que toma conta do time alvinegro.
O jogo terminou empatado no primeiro tempo, com muita confusão até entre os comentaristas da Globo. É José Roberto, se não fosse o Luiz Roberto...rs
Creio que o Joel vai tirar o Fahel no intervalo do jogo. Nervoso e inoperante na marcação, cometeu diversas faltas desnecessárias. E acredito que o time venha com mais vontade para o segundo tempo. Seria a única forma de equilibrar a maior categoria do Flamengo.
É rezar para que as jogadas aéreas deem resultado, pois só existe isso para o Fogão.
Já o Flamengo tem o Pet no banco. Imagina só o gringo cheio de vontade de calar a boca do tal dirigente do Mengão?
Os times estão voltando para o segundo tempo. Esperamos que o juiz se acerte.

Beleza de carnaval, Tijuca! Grande campeã do "Segredo".

Em homenagem ao grande carnaval dos tijucanos, mando este vídeo aí. Quem se aventura a desvendar esse segredo? Os jurados, boquiabertos, ficam incrédulos, tamanho o efeito visual que se apresenta.

CENAS FORTES, DE VIOLÊNCIA E MUTILAÇÃO. SE TEM UM CORAÇÃO FRACO, NÃO ASSISTA A ESTE VÍDEO...rsrs.