quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Melodia vazia.

Traço, me trato, recato,
Danço e canto, me espanto.
Tanto no pranto, no encanto...

Vago abraço no espaço,
Dado de cara a tara.
Roça, esboça e acossa,
Vem!!!!

Trago um gole e bole,
Tudo no bule que ferve,
Uma semente ardente,
Quem????

Tem que doar, roubar
Do céu uma estrela, bela.
Risco de fogo no sul,
Tu!!!!!!!!!

(Anselmo Verissimo)