segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Tempo perdido.

Quem sabe
Um dia,
Qualquer dia,
Todo dia,
Toda hora,
Ou nada,
Hora nenhuma.
Em dia nenhum,
Haverá tempo
Para cada um..

(Anselmo Verissimo)

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

FUTEBOL. VAI ROLAR A BOLA.



Começa hoje, Campeonato Carioca de Futebol - Taça Guanabara 2011.

A equipe de esportes da Rádio Ação Web, inicia seus trabalhos no próximo sábado, 22/01/2011, às 14 horas, com o programa: AÇÃO ESPORTIVA EM DEBATE. Análise, comentários e notícias do melhor campeonato regional de futebol no país.

Acessem o site: www.acao.fm5.com.br .

É! Está dito. Muito obrigado.

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Torrente.

Tormento,
Torrente,
Devastação,
Medo.

Desespero,
Dor,
Horror,
Degredo.

Espanto,
Esperança,
Vida,
Constância.

Salvação,
Solidariedade,
Força,
Bondade.

Ação,
Autoridade,
Respeito,
Lealdade.

Natureza,
Naturalidade,
Reverência,
Santidade.

Espaço,
Educação,
Tempo,
Reciprocidade.

(Anselmo Veríssimo)

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Show semana que vem!

***INDIE JAM - THIAGO VIVAS E GERALDO CÔRTES***
Eu e meu brother Thiago Vivas vamos participar do evento INDIE JAM. Vamos fazer nossos respectivos shows e encerrar com uma jam session!
Local: Conversa Afinada - Rua Vinícius de Moraes 75 / 3o. andar Ipanema
Quando: terça-feira, 18/01, às 20hs.
Ingresso: R$15,00 na hora ou R$10,00 na lista amiga. Pra entrar na lista, basta responder a esse e-mail com os nomes. ;)
Flyer em anexo!

***INSOMNIACOVER DESTA SEMANA***
Aproveitando que tem show meu e do Thiago semana que vem, lá vai o Insomniacover 20. :)

Espero vocês na terça!


quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Paixão delirante.

Tua boca,
Língua, lábios
E a voz
Rouca enlouquecem.

A mão,
Firme e quente,
Procura, arranha
Em toques ardentes.

As coxas nuas
Se entrelaçam
Às pernas tensas
Em bailado mágico.

As cinturas se lançam
E deslizam
No som arfante
De corpos suados.

Olhos, saliva.
Suor,
Delírio,
Poesia.

(Anselmo Verissimo)

domingo, 9 de janeiro de 2011

Começando 2011

Feliz ano novo, gente! Que 2011 guarde muitas felicidades, surpresas boas e paz pra todos vocês! :)

Vamos às notícias:

***EU E VIVIAN BENFORD N'O GLOBO***
Eu e minha querida amiga Vivian Benford saímos numa matéria super legal no Caderno Boa Chance do jornal O Globo do dia 02 de janeiro. Confiram o scan em anexo!

***INDIE JAM - THIAGO VIVAS E GERALDO CÔRTES***
Eu e meu brother Thiago Vivas vamos participar do evento INDIE JAM. Vamos fazer nossos respectivos shows e encerrar com uma jam session!
Local: Conversa Afinada - Rua Vinícius de Moraes 75 / 3o. andar Ipanema
Quando: terça-feira, 18/01, às 20hs.
Ingresso: R$15,00 na hora ou R$10,00 na lista amiga. Pra entrar na lista, basta responder a esse e-mail com os nomes. ;)
Flyer em anexo!

***INSOMNIACOVERS 2011***
Primeirão do ano :)

Espero vocês dia 18!

sábado, 8 de janeiro de 2011

Ilha e solidão!

Amor,
Ventos e tempestades,
Sonhos, silêncio,
Pavor e saudade.

A carne viva,
Em sal e suor,
Lembra que cada segundo
Provém da dor.

Dor silenciosa
De uma vida farta em ar e brandura.
Dor viril, da caça incessante
Pelo alimento, pela cura.

A ilha encolhe,
Expreme, alimenta,
Mantém firme a dor.
O silêncio, ensina.

O tempo,
A vida,
O sentimento,
A partida.

Deixar ir e voar.
Amar a dolorosa separação.
Ir junto com a solidão.
Encontrar a razão.

(Anselmo Verissimo)


terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Elite do bem. (com sabor de fruta mordida!)



Ao cavaleiro peregrino foi dada a missão.
Em sua senda não se conhece o mêdo.
Nas suas mãos a nobreza fria de aço afiado.
O coração vislumbra com clareza a maldade a ser rompida.

Os campos são limpos, puros e denotam brandura.
Mas os sons que rugem junto às encostas são cruéis,
Falsos, encantadoramente mau, na tentação às mentes sãs.
O homem do bem, sobre seu animal , o fará calar.

O uivo intenso atemoriza o ser dócil e sem proteção.
Para o viajante do bem, incita ao embate mais sagaz.
Não é a este ser luminoso que o gemido do mal intimida.
Mas a si próprio, quando ameaçado de ser desvelado.

O som maléfico se encobre sob os dizeres do bem.
Conduzem o tolo pelos campos floridos e de águas frescas.
Embarca-o nas viagens suntuosas de delírios e prazeres.
Devastam suas virtudes, invadem e sorvem sua vergonha, sua paz.

O brilho da lâmina cintilante corta o ar, com surpreendente autoridade.
Mais uma rajada pelas encostas empoeiradas e começam a tombar pedras.
O cavaleiro suplica forças e investe determinado, incessantemente forte, altivo.
O mêdo sobrevém ao mal, que não luta, pois a surpresa é a força contida na luz.

A maldade não termina. Apenas fica recolhida.
Espreitando e tentando tímidos sopros nas encostas.
Aquele cavaleiro atento a mira, corre seu rastro e a espanta com breve menear de sua nobreza.
Paladino dos campos de amor e felicidade, beleza e bondade, rondará eternamente o caminho.
E fará aquele estrondo incômodo, impuro e traiçoeiro corroer as entranhas solfejando a própria derrota.

(Anselmo Verissimo)

Cavaleiro peregrino.

Suor, flor,
Gota de amor
No branco lençol de seda.
Gozo, furor, prazer,
Comida quente na mesa.

Mar, energia e carinhos.
Pelo caminho, sêmen, prazer.
Língua quente, intrépida, a percorrer o corpo
Contorcido em espasmos loucos e convulsivos.
Chá quente de ervas verdes, suave amargor.

Colo, ombros, coxas e costas nuas
Protegem o sono repousante, com sutil
Calor e emoção insone, revigorante, de
Cavaleiro tenaz, peregrino protetor
A vigiar o leito quente e sagrado do amor.

(Anselmo Verissimo)

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

A bela sabedoria.

A intangível leveza do ser.
Humano, ímpar, finito e derradeiro
Em suas paixões, reflexões e percepções da
Necessidade de dar e receber.

A alma azul, imaculada e sensível
Busca a celestial identidade:
Sabedoria...
Pediu Salomão. Pede, uma alma leve e penitente.

Assim, a luz dos corações focam
A face de inigualável beleza.
Os sentidos captam a energia
E o brilho suave e acolhedor de tão belo olhar.

O som da voz sapiente e terna
Penetra fundo em nossa vida,
Abrilhantando nosso dia
E nos trazendo de volta a paz, a luz, amor.

Sorriso intenso, mãos calmas, olhar meigo.
Suave perfume de flores do campo na pele macia,
E uma inebriante sedução pela sabedoria incontida,
Bondosa e generosamente compartilhada com humildade.

Assim é a luz de infinita beleza da sabedoria,
Que faz do sonho a realidade,
Da dor, degraus de alegria.
Do amor, o sol do dia.

(Anselmo Verissimo)