terça-feira, 19 de abril de 2011

Infinita dor.

Dor. Perda. Inconstância. Insegurança.
Fim de linha, desencontro.
Encanto efêmero, deslumbramento contido na decepção.
A vida se foi.
O suor! O cheiro ainda impregna o ar.
O sangue faz lembrar o desenlace fatal.
A traição. Covardia. Doença de amor e orgulho ferido.
Dor. Perda. Inconstância. Insegurança.
Esfacelamento de vidas harmônicas e felizes,
Desencanto, desespero, tristeza, angústia, amargura.
O resultado do bem é o castigo do mal, que ignorante
Se prende ao egoísmo do sentimento não correspondido e do amor perdido.
O escurecer da inteligência causa sequelas irreversíveis que mudam toda uma vida.
Todas as vidas.
Dor. Perda. Inconstância. Insegurança.
Sentimentos indecifráveis, antagônicos a uma vida singela,
Simples e de valores puros e cristalinos.
Sorriso pálido, ou apagado, a pedir socorro pelo abraço perdido.
Silêncio que grita no fundo da alma pela companhia que não mais terá.
Que partiu, ceifada intempestivamente, sob a violência de violenta emoção.
Que emoção? Maldade.
Dor. Perda. Inconstância. Insegurança.
Agora é só pesar. Saudade. O fim.

(Anselmo Verissimo)

3 comentários:

  1. Fim este que por certo nos atingirá então que durante a nossa macha, este nosso tempo aqui, tenhamos mais ações que omissões para que nosso tempo seja aproveitado e não seja menor que o programa que a gente veio cumprir. Que tenhamos o senso de urgência e oportunidade para passamos aos outros o amor que recebemos do Criador. Que ao longo do caminho, no tempo em que ainda nos restas, possamos levar paz, alegria, amor e luz aos que estão em nosso caminho, até onde nossos braços alcança, já seria o bastante para que sintam saudade quando chegar nosso fim, pois sabemos que por aqui não iremos passar outra vez.

    ResponderExcluir
  2. Caro Amigo, Infelizmente todos nós passamos por estes momentos de dor... o engraçado é que o Ser Humano, parece ser o único vivente que tem esta certeza e sempre sente muito quando ocorre. Aprendi na religião que professo o seguinte: a verdadeira vida é a espiritual! Com este conceito e as experiências que vivo, sei que a vida continua e que no mundo espiritual somos sempre inseridos nos ambientes que cultivamos. Desta forma caro Anselmo, sinta saudades, chore, mas reze (mentalize) para que o seu parente encontre a sua colheita!
    Falando do texto: Muito boa a escolha das palavras porém com conteúdo triste e de insegurança, apesar do pouco tempo de convivência, sei que tu és um cara para cima e otimista.
    Lembre-se: em caso de tristeza participe do Revista Esportiva e alegre-se! Estamos aqui para o que precisar!
    André Fernandes

    ResponderExcluir
  3. Obrigado, Quitéria e André. Me sinto confortado com o carinho de vocês. É importante receber essa força das pessoas que gostamos e admiramos. Beijos, Quitéria. Seguirei sua receita com muita força, André: Revista Esportiva. Forte abraço, amigo.

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante. Avalie, critique, fique a vontade.