sábado, 8 de janeiro de 2011

Ilha e solidão!

Amor,
Ventos e tempestades,
Sonhos, silêncio,
Pavor e saudade.

A carne viva,
Em sal e suor,
Lembra que cada segundo
Provém da dor.

Dor silenciosa
De uma vida farta em ar e brandura.
Dor viril, da caça incessante
Pelo alimento, pela cura.

A ilha encolhe,
Expreme, alimenta,
Mantém firme a dor.
O silêncio, ensina.

O tempo,
A vida,
O sentimento,
A partida.

Deixar ir e voar.
Amar a dolorosa separação.
Ir junto com a solidão.
Encontrar a razão.

(Anselmo Verissimo)


video