segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Tempo perdido.

Quem sabe
Um dia,
Qualquer dia,
Todo dia,
Toda hora,
Ou nada,
Hora nenhuma.
Em dia nenhum,
Haverá tempo
Para cada um..

(Anselmo Verissimo)