quarta-feira, 29 de maio de 2013

Oscar, o mão-santa.

Oscar, o mão-santa, que tanto honrou o basquete brasileiro, sofre com um câncer no cérebro. Terrível e chocante, quando lembramos a figura alegre, descontraída e emotiva do grande atleta. Recordo uma reportagem sobre a precisão de seus arremessos da linha de três pontos. Sua esposa o acompanhava em sua obstinação pela perfeição. Eram 500 arremessos. Mas não apenas 500 arremessos, simplesmente. Eram 500 arremessos certos. E ela buscando as bolas perdidas no fundo de quadra para que ele as pudesse arremessar novamente. Essa passagem mostra o quão preparados devem estar marido e mulher para superar mais essa dura batalha, agora pela vida. E tenho certeza que com a perseverança que o carateriza, o velho Oscar estará dando risadas e focando cada um de seus dias na plena recuperação de sua saúde. 
Este blog estará na "arquibancada da vida" vibrando e aplaudindo cada dia vencido pelo nosso cestinha maior. Força, Oscar!

Um comentário:

  1. Parabéns pelo texto - sensível, mas com uma certa objetividade jornalística. Vá em frente!
    Bjs.

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante. Avalie, critique, fique a vontade.